01/01/2014
Balanços premium
Balanços. Haja paciência. Que seria de nós se fizéssemos balanços quando muda a unidade no conta quilómetros, na conta bancária, no ponteiro dos segundos. Mas decidimos fazer, todos ou quase todos, balanços quando muda o ano. Dá mais jeito, sempre se faz menos vezes, e dá a ilusão de que o calendário é extenso e […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
31/12/2013
Quem vem a seguir apenas vem premium
Não somos insubstituíveis, embora o sejamos. E nada tem isto a ver com o quanto somos ou deixamos de ser especiais – matéria em que muitos se dividem, aceitando ou refutando essa qualidade. Tem a ver com a unicidade, que nos transforma em existências que não são, de todo, replicáveis, e com a capacidade que […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
29/12/2013
Muitas vezes premium
Foi muitas vezes assim. Ele entrava porta dentro e sentava-se ao lado dela, e deslizava os dedos pelo cabelo, ou percorria-lhe as costas com as mãos, dava-lhe o braço, fazia-lhe carícias nas mãos. Às vezes pousava a mão sobre a coxa, ou sobre o joelho. Falava-lhe das coisas mundanas, mas as mundanas eram do mundo […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
27/12/2013
À espera premium
Neste dia começou a mudança. Tinha começado como outros dias, numa ilusão de melhoria, de um recomeço com outra dinâmica. Sei que cheguei à minha mesa, à minha cadeira, como em tantos outros dias antes disso, mas preenchido de uma paz diferente. E o dia correu bem, e teve sorrisos, e teve cumplicidades, e teve […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
26/12/2013
A chuva, amor premium
Chove tanto amor. E o vento. O vento amor. Vejo os teus cabelos ondular e preocupo-me, penso em correr para ti e segurar-te, amor. Amparar-te. Encostar-me a ti, como contraforte, fazer força para não cair. Enterro os meus pés no chão, e a terra faz-se lama, e eu debato-me para nos segurarmos. Tanto vento, amor. […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
24/12/2013
Tudo premium
Tu foste e eu fiquei, neste espaço infecto. Tu partiste e eu fiquei. Nunca mais a porta se abriu como outrora, nunca mais me interessei por quem nela parou, nem tão pouco alguma vez se voltaram a debruçar aqui, a ocupar este pequeno espaço ao lado de onde me sento. Que desertos de segundos e […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
22/12/2013
A expectativa da mudança premium
Há pessoas que escrevem o número dois começando em baixo, o que lhe confere um aspecto gráfico mais austero, e outras começam-no por cima, dando-lhe um aspecto mais circular. Acontece o mesmo com o número três. Para uns, o 3 é um número que se desenha de forma muito circular, enquanto outros, no topo, em […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
20/12/2013
O outro lado da tua pele premium
Saíste da banheira e caminhaste até à beira da cama onde te sentaste. Enrolada num toalhão, que deixaste abrir, ficando tu, e eu, perdidos nessa nossa nudez, o envelope das nossas cabeças. Pegaste no creme. Preparavas-te para cobrir a tua pele com ele. Que desperdício. Que te passou pela cabeça? Não! Que fazes? Não te […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
18/12/2013
Marca! premium
Dois zero zero um. Acredito que a paisagem, sobretudo ao amanhecer, fosse um dos pontos altos ali. Mas a temperatura estava baixa, e a humidade muito alta. E havia um nevoeiro cerrado que não deixava ver um palmo à frente da janela. Mas isso era indiferente. Eu não queria ver sequer um palmo à minha […]
premium
Por baixo, de lado, por cima