24/09/2014
Devagarinho premium
Ama-me devagarinho. Fode-me devagarinho. Como momentos em que nos procuramos no fundo do olhar. Diria que te incomodava isso, mas só a começo. Depois aprendeste a gostar, e por fim já era mais fácil olhar-te, lá dentro, sem pestanejar. Ama-me devagarinho, fode-me devagarinho, só para sentir tudo isto muito bem, para ter a certeza de […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
22/09/2014
Filipinos premium
Comparar o corpo de uma mulher a um pacote de bolachas não será coisa que uma mulher aprecie a não ser que saiba muito bem o que estou a querer transmitir. Eu gosto muito de Filipinos – ou equivalentes. Gosto de bolachas, ponto. Mas os rigores da genética e alguma selectividade levam-me a não as […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
19/09/2014
Ainda aqui estou premium
Sobre aquela mesa tinha então o mínimo indispensável. É como quando se muda de casa e tudo quanto fica na antiga é um resto dos restos, quando já só sobramos nós prontos para sair. As paredes estavam despidas das minhas telas, os meus pertences destes anos estavam todos enfiados em sacos, de um armário cheio de sobras, essas coisas que fui […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
17/09/2014
Stark premium
Pareces dormir. O teu corpo está imóvel, deitado de lado, ao meu lado, quase inteiramente despido, e a nossa cama quente, a tua pele viva, e a meio da noite dou por mim a olhar-te, há o recorte do teu cabelo pela luz que passa a janela, vinda das luzes lá fora. Sabes aquele espaço […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
15/09/2014
The joke was on me premium
Os meus amigos não me aguardam, nem eu espero encontrá-los, porque estão mortos. A pouco e pouco, os meus amigos foram morrendo, e dos que me sobram não sei se morrem um dia destes. Os meus amigos não me esperam nem abraçam, não me oferecem abrigo e agasalho porque fecharam mais depressa as suas portas […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
13/09/2014
Descartes premium
Recordo-me muito bem de bater forte e feio nas ideias do René. Talvez nem tanto pelo famoso cogito ergo sum, mas por várias outras ideias, essa incluída. Eram as aulas de filosofia do secundário, e eu um jovem adolescente, com muitas inseguranças típicas da idade, mas também com algumas certezas, neurónios fervilhantes, a convicção de poder mudar o […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
11/09/2014
Fala-me de amor premium
Duas cadeiras sem braços. Nua, despida de tudo, sentada em frente a mim numa das cadeiras. Eu, frente a ti, despido também, de tudo, talvez até de mais do que tu, os dois muito perto e as tuas pernas por cima das minhas. Sentei-te com a cona sobre um vibrador ligado. Vendei-te os olhos para […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
08/09/2014
Caneta de aparo premium
No momento em que me preparo para mergulhar o aparo no tinteiro, para chupar a tinta para o cartucho que me alimentará a escrita por algum tempo, aproximas-te de mim e colocas as tuas mãos nos meus ombros, e comentas divertida que lá está o senhor doutor de volta das suas canetas, e se não […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
05/09/2014
Palhaço pobre premium
As redes sociais são muita coisa – e ao mesmo tempo, pouca, depende da forma como se olhe para elas -, e de entre essas muitas coisas, são esplanadas. Substitutos de esplanadas. Mas enquanto que nas esplanadas o que define o alcance da interacção é o tom de voz, numa rede social é uma opção […]
premium
Por baixo, de lado, por cima