15/11/2014
Sei sempre premium
Tens o meu caralho nas tuas mãos. Literalmente. Chegaste até mim e sorrindo perguntaste que coisa é essa pá, que coisa é essa que estás sempre com tesão ao pé de mim? E seguraste-me o caralho. Para ti nunca tenho pénis. Muito menos pilinhas, pilas ou piças. Tenho um caralho. Que vais fazer-me com ele? […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
12/11/2014
Orgânicos premium
Eu não quero ter um orgasmo e ejacular na tua vagina. Não quero preencher-te com o meu sémen. Isso é asséptico, é como um ensaio clínico, como se ambos fossemos anónimos num estudo de Masters and Johnson. Não. O que eu quero é que fodamos, quero vir-me na tua cona, quero inundar-te de esporra que te […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
09/11/2014
Uma manhã como nenhuma outra premium
Aquele espaço estava apinhado de gente, mesmo para um dia como aquele. Vinhas com fome, não sei se apenas a fome no teu corpo ou também a fome do meu, das minhas palavras, do calor que estava em mim. Sabes que se misturam um pouco as minhas imagens daquele local. Sempre corrido, sempre cheio de […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
08/11/2014
Heavily redacted premium
More often than not, I find myself as if surrounded by heavily redacted documents, the difference being that the black lines are not in black, they're just not there. Not for me to see. Em inglês, apenas e só porque me apeteceu muito escrever "heavily redacted". E há coisas que quando apetece muito escrever, enfim, têm de escrever-se.
premium
Por baixo, de lado, por cima
07/11/2014
Quase zero Kelvin premium
Silêncio total. Os rádios estão desligados, as televisões mortas, os telefones sem rede, sem fios, sem nada. A minha boca está calada, os lábios cerrados, os dedos quietos. Em dois passos agarras o meu abraço e deixas-te ficar. Hoje é só isto, mas é tanto.
premium
Por baixo, de lado, por cima
06/11/2014
Adamastor premium
Os nossos valorosos homens, aqueles que deram horizontes renovados a este pequeno rectângulo, passaram maus bocados a tentar dobrar o Cabo das Tormentas. As correntes, mais do que animais imaginários ou um monstro de sopro imenso, a morfologia da costa, aqueles oceanos, eram um desafio imenso. E eles, esses nossos portugueses, eram apenas e só […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
03/11/2014
Não precisamos de pornografia premium
Não preciso de pornografia, não quero putas, tu és toda a minha pornografia, tu és a minha puta, és a minha foda com gemidos, de tornozelos no ar ou joelhos levados aos ombros, és a minha canzana, és a puta que me cavalga o caralho, que oscila as ancas em mim, que me agarra com […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
02/11/2014
Leiam-me e gravem, ó faxavor! premium
Interrompe-se por algumas horas o habitual bailado de conas e caralhos para vos convidar a ler um ou mais dos meus textos (e este é o momento em que confirmo que quase ninguém me lê! 🙂 ) gravando e enviando-me o audio. Com a profusão de smartphones não é preciso nenhum equipamento especial, e muito […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
01/11/2014
Frases feitas premium
De repente somos todos invadidos por frases feitas. Os primeiros tempos das redes sociais (eu sou anterior a esse tempo, sou do tempo dos primeiros sites portugueses e o meu foi um desses) serviam para dizer banalidades. E continuam a servir. Tiremos as notícias, os vídeos de gatinhos e a propaganda fundamentalista, e o que […]
premium
Por baixo, de lado, por cima