05/12/2014
Sempre premium
Abraça-me com força. E os meus braços apertaram-te, seguraram-te, senti as tuas lágrimas humedecer-me a roupa, a pele, escorrer por mim, e eu fiquei em silêncio, agarrado a ti. Havia de apoiar-te sempre.
premium
Por baixo, de lado, por cima
03/12/2014
Leveza premium
O Sol nesta cidade tem outro brilho. Como em todas. Cada cidade tem reflexos próprios, recantos, gentes. E nós sentados numa esplanada, com a água por perto, o Sol a aquecer-nos e o turbilhão de um almoço de gente que mais do que sentar-se a manusear facas e garfos, quer rasgar-se das vestes e comer-se, […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
30/11/2014
1230 premium
– Lembras-te? – Sim, lembro-me muito bem. Podia ter sido ontem. – Podia ser hoje. Lembras-te que chovia? – Muito bem. Lembro-me de tudo. – Tudo? – Tudo. Sobretudo do teu olhar. Nunca me senti assim. – Nem eu.
premium
Por baixo, de lado, por cima
28/11/2014
Devias dar-te por satisfeito! premium
Devias dar-te por satisfeito. As pessoas dizem muitas coisas e também dizem isto. Devias dar-te por satisfeito. Porque tens uns filhos lindos. Porque tens uma mulher ou um marido ou namorados que te amam, que te dão atenção. Porque tens um emprego e outros nem isso. Porque tens um carro e uma casa. Porque tens […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
26/11/2014
Um jogo de tortura premium
Aproximámo-nos naquele espaço. Formais no tecido. Informais nas fantasias. Lancei a mão ao teu casaco, que ajudei a despir, desabotoei a tua blusa, mais devagar do que o desejo nos permitiria, e com a mestria de sempre, soltei o soutien nas tuas costas apenas com uma mão enquanto a outra o segurava para a seguir […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
23/11/2014
Paredes frias premium
A verdade é que a voz segue quase muda. Um pouco mais, e seria incómodo, daquela gente que já ninguém consegue ouvir. Mas guardar coisas em sacos muito apertados é mau. O corpo sempre arranja maneira de fazer notar aquilo que vai torto, e quanto mais se fecha e guarda, mais o estrondo quando tudo […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
21/11/2014
Amarra-me premium
Apetece-me deitar-te sobre a cama. Desta vez, sobre a cama, uma cama qualquer. Apetece-me prender-te, amarrar-te os tornozelos, e deles à cama, de barriga para baixo e esse rabo, esse rabo para cima, para mim, (e tu ias trincar o lábio) e as tuas pernas abertas, numa submissão forçada por cordas mas consentida. Apetece-me prender […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
19/11/2014
Viperinices premium
Sempre falarão de mim, de nós, nas nossas costas. Como eu já falei de outros nas suas costas. Não me atrevo a todos considerar pecadores e a mim inocente, não atiro a primeira pedra porque o meu telhado é fracote. E é por isso que sei que jamais evitaremos que falem de nós nas nossas […]
premium
Por baixo, de lado, por cima
17/11/2014
A culpa não era minha premium
Enquanto repito um gesto rotineiro, uma criança observa-me, de olhar muito atento, seráfica, e eu devolvo o olhar, e sei que a minha expressão existe, não é seráfica como é meu hábito. Tenho dores, estou cansado, e é isso que mostro a quem me observa, é isso que uma criança vê, um João agastado. E […]
premium
Por baixo, de lado, por cima