A Geografia das Curvas

Atrás de mim virá, quem de mim bom fará!

A língua portuguesa, rica, rica de lamber selos, colheres e vulvas (melhor seria escrever genitálias, não centrando o raciocínio no meu género), é também rica nos inúmeros provérbios que tem, um deles, o que está em epígrafe. Tomemos Trump, embora não literalmente. Não olhando à legitimidade, ao método eleitoral ou ao posicionamento político, muita gente […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Atrás de mim virá, quem de mim bom fará!