A Geografia das Curvas

Virar

Gesticulavas com alguma violência, e depois afastavas-te, caminhando para longe, pontapeavas pedras no caminho e fixavas o olhar no horizonte, para depois voltar para perto de mim e gesticular de novo, ou bem pior que isso, atirar-me palavras afiadas, frases inteiras no fio da navalha a cortar fundo, e cada palavra era pior que a […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Virar

Veludo

A cortina de veludo vermelho pendia de um varão acobreado, horizontal, separando duas paredes que compunham um provador bastante espaçoso. As paredes, pintadas em cinza escuro, aproximavam-se do chão preto e brilhante, que funcionava como um espelho perfeitamente polido, e ao fundo daquela sala, em oposição ao provador, estava um sofá branco, para três pessoas, […]

Posted in Crónicas curvas1 comentário em Veludo