– Lembras-te?
– Sim, lembro-me muito bem. Podia ter sido ontem.
– Podia ser hoje. Lembras-te que chovia?
– Muito bem. Lembro-me de tudo.
– Tudo?
– Tudo. Sobretudo do teu olhar. Nunca me senti assim.
– Nem eu.