A Geografia das Curvas

476

Não existe dicionário que ajude neste momento, porque o momento é sublime e consome as palavras com o brilho de um fósforo aceso e o dobro da velocidade. Este é mais um daqueles contos pequenos. Daquelas coisas que se fazem em poucas linhas, porque nenhuma descreve o momento, nenhuma traduz o meu olhar, a minha […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on 476

Empalidecer

Chega um momento, na tua vida, em que percebes que toda a gente tem opiniões sobre ti. Não é coisa que te confira direito à surpresa, porque tu também tens opiniões sobre os outros, tu também as propalaste. Chega o momento em que compreendes que entre as pessoas que te rodeiam, mesmo entre aquelas que […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Empalidecer

Zigzag

Num plano sem obstáculos, o caminho mais curto entre quaisquer dois pontos é o segmento de recta que os une, como se ir de um ponto a outro fosse algo perfeitamente linear, directo. As nossas vidas não são planos sem obstáculos. São oceanos com correntes, vagas e cristas, rebentamento de ondas contra penhascos, vales e […]

Posted in Crónicas curvas1 comentário em Zigzag

Diferente? Não.

Mar. Quase chuva. Quando se sentou naquele banco corrido e lhe disse aquilo que apenas carecia de uma confirmação, quando a inevitabilidade se tornou facto, perguntou-lhe – em jeito de afirmação – se estava fodido. Se se sentia fodido. Disse-lhe que estava sobretudo triste. Que fodido fica-se com outras coisas mais mundanas, que o que […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Diferente? Não.

O presente é transitório

Porque se preocupa tanto com o presente? – questionou o Oráculo. No Oráculo, em rigor, não se encontrava divindade nem sequer intermediário, não existiam ali quaisquer poderes divinatórios, nenhum tipo de esoterismo, absolutamente nada que fugisse aos rigores do pensamento lógico, intelectual, terreno. O Oráculo, na verdade, tinha bem mais de filósofo, escondido atrás de […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on O presente é transitório

Farol

Os pontos cardeais, conheço-os bem. Não apenas os que toda a gente conhece, mas também os mais difíceis, aquelas coisas como o nor-noroeste, o sul-sudeste, e tudo o que anda à roda, entre os zero e os trezentos e sessenta graus. Conheço todas as direcções das quais o vento sopra, por onde as agulhas passam, […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Farol