Se te sentires especial algum dia ao acordar pode ser bom adormecer de novo e recomeçar. Podes falhar os chinelos ao sair da cama, podes caminhar pelo corredor com os pés trocados e sentir desconforto. Podes mesmo tropeçar. Ia ser aborrecido, acordar assim para a realidade.

Podias ir para a casa-de-banho adormecido, trocar a espuma da barba, podias exceder-te com a lâmina e cortar demasiado, usar o shampoo da tua mulher. E se te enganares na toalha? Se não notares que ficaram alguns pingos, se ainda sem acordar totalmente te esqueceres de baixar o tampo.

Podes enganar-te nos cereais, magoar os lábios num garfo qualquer, ou pior, numa faca. Corres sempre o risco de andar pela rua com a breguilha aberta, é bom que tenhas sido sábio a escolher as cuecas entre as pálpebras pesadas. E terás escolhido as meias que condizem com as calças? Terás a tua camisa bem passada a ferro? É aborrecido, vês?

Podes tornar-te ridículo, podes afundar-te dentro de ti. Se te sentires especial ao acordar, algum destes dias, adormece de novo, tenta mais tarde. Podes falhar os chinelos ao sair da cama.