A Geografia das Curvas

Segunda-feira de manhã

Manhã de segunda-feira. Uma segunda-feira diferente, de silêncio. Não havia nada para dizer. Virei-me na cama, recuperei a consciência, perdida durante o sono – ou teria ela mesmo sido perdida? – e vi-te. Ainda estavas a dormir. Ajeitei o meu corpo procurando fazer o menor ruído e agitação para que não acordasses. Tinhas um rosto […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on Segunda-feira de manhã

A côr que o cheiro tem quando chove

Estava sentado junto à janela entreaberta. Tinha acabado de chover. Chuva grossa. No ar o cheiro da terra molhada. Foi quando o telefone tocou. Pegou no comando e reduziu o volume da música que tocava. “Conta-me histórias”. Clã. Levantou-se, pousou a mão sobre o telefone. Hesitou por instantes. Sentia algo. Pegou-lhe. Carregou. Encostou o telefone […]

Posted in Crónicas curvasLeave a Comment on A côr que o cheiro tem quando chove